3 Estágios das Principais Causas da Calvicie Em Homens

São três processos distintos: O infeccioso, o glandular e o proteico.

3 Estágios das Principais Causas da Calvicie Em Homens

Primeiro estágio – Processo infeccioso: Se instala por maneira incorreta de higienizar, produtos inadequados, acúmulo de impurezas, causando caspa e seborreia, que se tornam focos de bactérias e fungos, provocando dermatite, foliculite e micose.

Segundo estágio – Processo glandular: As glândulas sebáceas que produzem e expelem as gorduras e impurezas do organismo passam a trabalhar desordenadamente, quando a transpiração acontece, em vez das mesmas serem expelidas, se misturam com a infecção, passando a ocupar o conduto de oxigenação e passagem do fio, funil folicular. Por isso que o fio vai afinando, forçando a raiz produzir cada vez menos.

Terceiro estágio – Processo proteico: A queratina que é a proteína principal para formação do fio de cabelo e que tem produção contínua deixa de ser aproveitada pela raiz, pela não ter condição de produção, pois a passagem encontra-se obstruída.

A queratina, ainda em estado mole ( ela só endurece após maturação ou seja, formação do fio), é expelida para superfície, isto é couro cabeludo e o acúmulo da mesma, juntamente com todas as outras impurezas forma-se uma película brilhante como se o poro capilar jamais tivesse existido. É a obstrução total, onde todos conhecem como calvície.

Porém, pelo fato do organismo produzir a proteína queratina em grande quantidade, e apesar de haver um enorme desperdício da mesma o organismo quando possível transfere quantidade desta substância para outras regiões, a fim da mesma ser utilizada, assim ocorre o fato de pessoas calvas com quantidades gigantescas de pelos no corpo, nariz, ouvidos, etc.

3 Estágios das Principais Causas da Calvicie Em Homens

Meios para Combater e EVITAR A QUEDA DE CABELOS

É necessário prevenir e tomar certos cuidados para melhorar saúde e beleza dos seus cabelos e da pele, podemos citar vários produtos que ajudam na estética visual e neutraliza ação e incidência de fatores prejudicais ao couro cabeludo e pele.

Atuação de fórmulas de pó ativador

O pó ativador para uso tópico utilizado no tratamento e/ou prevenção de entupimento (obstrução) do bulbo capilar e funil folicular e processo de obtenção do composto, o qual são desenvolvidos para ser utilizado como elemento exclusivo em fórmula como Shampoo concentrado, a junção de ambos permite uma ação de maior grau para estágios mais avançados, ou seja, estágios de calvície total, servindo como opcional para acelerar processos de estágio menor, não havendo nenhuma contraindicação em qualquer que seja o caso de perda dos fios ou mesmo de calvície.

Além da limpeza que a junção de ambos também é necessário ativar as glândulas sudoríparas que passam a trabalhar com maior rapidez, ou seja, a transpiração se torna maior na região tratada, ocasionando a limpeza do funil folicular, a desobstrução é promovida pela própria transpiração, onde a película queratinizada, camada de proteína também é rompida, o reaparecimento dos poros se torna evidente, a área folicular aumenta devido a remoção das obstruções, a raiz volta a oxigenar e promover suas atividades naturais, ou seja, a maturação da proteína queratina, formação do fio de cabelo.

A ação do DHT sob a visão da medicina alopata

Para entender tal ação, segue uma explicação sobre como a testosterona causa a perda capilar.
Por muitos anos, a comunidade cientifica e o resto de mundo tinha a impressão que a alopecia adro genética ( calvície familial masculina) era causada pela predominância do hormônio sexual masculino, a testosterona.

Enquanto a testosterona de fato cumpre um papel no processo da calvície e a acumulo de estudos cientifico através das décadas revelou que a diidrostestosterona (DHT), um derivado da testosterona, é de fato o principal culpado.
A testosterona se transforma em DHT com ajuda da enzima 5-alfa-redutase Tipo II, que é retida nas glândulas sebáceas de um folículo capilar.

É isso.

Espero que tenha ajudado.

Até a próxima! 😉

Como Aumentar a Produtividade Com a Técnica Pomodoro

Como Aumentar a Produtividade Com a Técnica Pomodoro

Hoje você irá aprender aqui no blog a técnica do Pomodoro foi criada em 1992 por Francesco Cirillo. Durante o tempo de faculdade, ele tinha muita dificuldade para se concentrar. Depois de olhar para o temporizador da mãe dele que estava em cima da geladeira, ele imaginou se poderia usar aquele temporizador com formato de tomate (pomodoro em italiano) para estudar sem parar durante 10 minutos.

Para isso, pegou o timer em formato de tomate e marcou os dez minutos. E para sua surpresa, ele conseguiu ler sem parar durante aqueles dez minutos. Depois de vários estudos e de tentar melhorar o seu método, Cirillo conseguiu chegar a uma técnica que o permitiu ser um estudante muito mais produtivo.

Como Usar a Técnica Pomodoro

Você deve fazer uma lista do que precisa fazer. Você pode usar o seu temporizador se tiver um em casa. Mas se não tiver, você pode instalar um temporizador digital no seu celular, ou usar um online pelo computador. Depois que ler esse post, você pode acessar os links desses temporizadores digitais e fazer o download deles, no campo de downloads que está logo aqui abaixo.

Coloque o temporizador para tocar o alarme em 25 minutos e trabalhe na sua tarefa. Quando o timer tocar, faça uma pausa curta (5 minutos) e parta para mais um período de estudo de 25 minutos. A cada quatro períodos de estudo, ou a cada quatro “pomodoros”, faça uma pausa mais longa.

Se durante o tempo de 25 minutos do timer, você tiver uma ideia ou se lembrar de outra coisa que precisa fazer (e com certeza isso vai acontecer – vai por mim rs), não interrompa o seu estudo nem para olhar nas redes sociais com o Twitter, por exemplo, que toma muito o nosso tempo.

Anote para lembrar depois e continue sua tarefa. Ao anotar essas atividades que apareceram durante o estudo, percebemos que muitas vezes a falta de concentração ocorre apenas porque permitimos que pensamentos paralelos nos distraiam.

Após o término do ciclo, ou seja, durante os intervalos de descanso, é possível avaliar melhor a “lista de atividades paralelas” e perceber que grande parte dos itens marcados ali não é urgente e realmente não valeria a interrupção. Utilize essa lista paralela como instrumento de aprendizagem e de auto avaliação, para que, futuramente, você consiga eliminar os maus hábitos durante suas tarefas.

Pois muitas vezes, paramos para fazer algo que lembramos, e depois percebemos que isso nem era tão importante assim, e que acabamos apenas interrompendo o estudo, quebrando a concentração.

Como Aumentar a Produtividade De Forma Efetiva

Como Aumentar a Produtividade Com a Técnica Pomodoro

Para praticar essa técnica você poderá usar um cronômetro simples, marcando os períodos de estudo e de descanso.

Outra alternativa bastante prática é baixar para o seu celular algum aplicativo que ofereça essa função. E normalmente nesses aplicativos você pode definir o período que quiser para estudo.

Além disso, você pode acompanhar o seu desempenho com as opções de estatísticas que eles oferecem. O interessante é que você adapte a técnica ao seu ritmo de estudo. Faça testes e descubra qual o tempo ideal para cada ciclo de trabalho com essa técnica.

A ideia mais importante aqui é a regra de ouro de todas as técnicas: o melhor sistema de produtividade é aquele que funcionar melhor para você.

Descubra qual técnica funciona melhor para você, experimente novas técnicas também. Além disso, não se esqueça de que a concentração é algo que qualquer pessoa pode alcançar através da prática.

Neste vídeo tem mais dicas para aumentar a produtividade:

Treine bastante a técnica que você escolher. Criando um conjunto forte de técnicas, interesse e motivação, com certeza você vai conseguir realizar qualquer tarefa. 😉

Blz? Agora que você já sabe, vai lá e faz, combinado?

Até o próximo artigo!